quinta-feira, setembro 09, 2010

Sorte e Morte

Início e fim
Não do mesmo
Mas dos contrários.
Dos devaneios a sorte
Da razão a morte.
De todos os operários
Locados no esmo
Dentro de mim.

A falência verdadeira
Onde a chama habita
Alimentada pelo amor.
Queima-se e conduz
Não também seduz
Transforma o temor.
Em nossa mente debita
A dúvida mais que derradeira

Devemos viver
Precisaremos ter
E podemos querer
Sem temer

Ser um novo ser
Amar um novo amor

Sorteei a morte
E com ela ando
Nela hoje mando
Sei que ainda sou forte
Olhando-te entendo seu porte
Sinto o comando
Penso, sonhando

Viva em minha sorte.
Entenda a morte
Como a nossa sorte
Tenha-me como suporte.

quarta-feira, setembro 01, 2010

Ir há Marina

Tens no interior à vista,
A via a um mar!
Ida de um litoral.
Nada à regra geral!

Em que vê?
Da montanha,
O topo no mar.

Beirando o mar e a vida
Encontrar uma Marina

Beijando o ar
Flutuante no mar
A Marina

O topo,
Lá se alojar?

Do mar viver,
No ar sonhar,
Do mundo esquecer.

Minha Marina conhecer!
Dela se entorpecer,
Devanear.

Da montanha seu topo,
Não se move ao mar.
Da Marina o mar,
Pelo ar,
Ao pensar,
Ao topo vai.

Aguá em neve
Sonho leve
Desenho de mar virar
Onde a Marina lá está.

Brasileiro Rocha

segunda-feira, agosto 09, 2010

Um sonho Sereno

De atração? Constituído!
Por feição? Fortalecido!

Rejeito? O firma,

Confirma-se, longo,
ao distante é forte.

Não se desloque,

Tão menos, importe-se,

Fio, ardio, torque!

Seu norte,
Pele, mente, e rosto, tritongo.

A obra prima.

Admire, mesmo desconhecido,
Ame, ainda que intuído.

sexta-feira, agosto 06, 2010

Casal

Doravante gênios da criação
Yin Yang, completo e pleno.

Observam:
Natureza clara
Arco com Íris,
Cristais d água
Acertados pelo brilho,
Mostram o desembaraço da luz.

Compreendem:
Como a vida vem,
Com a lida vai,
Afeto da paixão
Carinho da emoção
Resultante na evolução.
Te conhecer, me entender.

Sonhado e realizado!
Como na certeza os sábios,
rezam e oram pela sabedoria.

Tenha fé, tenha amor, tenha a luz!
Que o amor é perfeito,
Completo, por que a paixão o tem!

Brasileiro Rocha

Sobre tudo paixão

Paixão?
Em tudo é o teu amor.
Andar e correr?
Dia a dia ergue-me!
Surgida à luz,
Em todos os dias.
Perpétuos momentos vê-la,
Às pessoas? Mostrá-la

Paixão?
Vida dá aos seres inanimados,
Cor, mostra em todo diferente,
Perfume, o ar impregna.

Paixão?
Propriedades indeléveis
Razões incomensuráveis
Detona, felicidade!

Paixão!
Partes de mim e de ti
Estão aqui e ali
São o todo dela
Tangível e atingível
Forte, plena e verdadeira
Vida, elementar e derradeira
Esse amor sim!
O é, viável.

Comensurável, amor.
Declarável:
Feito, inteiro e pronto.
Ponto de início
Fim onde começo
Paixão que é agora todo o amor.

Brasileiro Rocha

quarta-feira, julho 07, 2010

Zé de Alguém

Imagina o homem!
Alguém ser?
Algo querer?
Sabendo ele, que:
Querer e ser,
São condicionados.
São sempre resultados
Que de alguém sejamos.
Equacionado:
2B está para PPM ,
Como união em solução.
Ninguém tem espaço para o só
Ninguém tem o amor unitário
Sozinhos não teremos:
Ninguém
Alguém
Todos
O Zé Ninguém
É Zé Alguém
Quando você o tem.
Quando ele a tem.

Brasileiro Rocha

quarta-feira, junho 23, 2010

Missão

Decida, decida agora!
Faça seu norte,
Fuja de qualquer morte.
Atente-se para vida.
Reaja para a sorte.
Desperte, lute, seja forte.

Conheça teu mar
Infeste o teu ar
Defenda seu lar
Mostre o que é amar

Lidere sua gente
Abrace tua família
Cubra os seus amigos
Descubra, Sua mente!
Seja a luz depois do poente
Mantenha sua vigília
Mude os inimigos
Não se contente.

Lute!
Ame!
Tente!

sexta-feira, janeiro 01, 2010